Sangue Fresco (#1)

Olá!
Neste começo do ano, acabei o livro Sangue Fresco de Charlaine Harris. E venho hoje fazer a resenha, espero que gostem!

Titulo: Sangue Fresco
Escritora: Charlaine Harris
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 272 pág.

Sinopse: Uma grande mudança social está a afectar toda a humanidade. Os vampiros acabaram de ser reconhecidos como cidadãos. Após a criação em laboratório, de um sangue sintético comercializável e inofensivo, eles deixaram de ter que se alimentar de sangue humano. Mas o novo direito de cidadania traz muitas outras mudanças… Sookie Stackhouse é uma empregada de mesa numa pequena vila de Louisiana. É tímida, e não sai muito. Não porque não seja bonita – porque é – mas acontece que Sookie tem um certo “problema”: consegue ler os pensamentos dos outros. Isso não a torna uma pessoa muito sociável. Então surge Bill: alto, moreno, bonito, a quem Sookie não consegue ouvir os pensamentos. Com bons ou maus pensamentos ele é exactamente o tipo de homem com quem ela sonha. Mas Bill tem o seu próprio problema: é um vampiro. Para além da má reputação, ele relaciona-se com os mais temidos e difamados vampiros e, tal como eles, é suspeito de todos os males que acontecem nas redondezas. Quando a sua colega é morta, Sookie percebe que a maldade veio para ficar nesta pequena terra de Louisiana. Aos poucos, uma nova subcultura dispersa-se um pouco por todos os lados e descobre-se que o próprio sangue dos vampiros funciona nos humanos como uma das drogas mais poderosas e desejadas. Será que ao aceitar os vampiros a humanidade acabou de aceitar a sua própria extinção?

Resenha:

Bem no inicio eu tinha grande interesse em ler este livro, porque ao mesmo tempo que ouvia/lia opiniões super positivas eu lia também opiniões menos boas, por isso eu queria ler para tirar as minhas próprias conclusões.  Eu tive a oportunidade de comprar o livro numa promoção em que comprava dois livros da colecção pelo preço de um, assim eu comprei o primeiro e o segundo (que ainda não comecei a ler). Quando finalmente comecei a ler o livro, este não me cativou deixando-me um pouco triste. Até que eu decidi parar e entretanto comecei outro livro (Resgate do Tigre, que adorei e tenho de fazer a resenha aqui para o blog, juntamente com a resenha do primeiro livro), acabei-o e resolvi retomar a leitura de Sangue Fresco, e assim que retomei a minha opinião mudou, a história começou a cativar-me mais sendo mais empolgante e num instante (perto de 3 dias) acabei o livro. Neste livro houve coisas que me surpreenderam pela positiva.
Sobre a Sookie conseguir ler os pensamentos dos outros menos os de Bill, lembrou-me um pouco Crepúsculo (onde Edward lia os pensamentos dos outros menos os de Bella), mas como a escrita é na 1º pessoa o resultado fica bem diferente, e bem mais compreensivel pois consegui-mos perceber o que ela sente sobre esse “problema”.

Sobre os personagens, como já disse anteriormente o livro é contado na 1º pessoa (Sookie). Ao longo do livro nota-se um amadurecimento na personagem especialmente sobre tudo isto dos vampiros. Sobre Bill,  este é um vampiro que se esforça por se integrar na sociedade e isso nota-se, e o que também se nota é a sua preocupação por Sookie e pela sua segurança.

Bem, sobre o final, o que eu poderei dizer? Sinceramente eu não estava mesmo há espera que ele (queres saber quem? lê o livro  ) fosse o assassino, isso foi uma das coisas que me surpreendeu neste livro. Este final foi sem duvidas o merecido, a explicação do porque que tudo (as mortes) aconteceu. E sim, posso dizer que o final agradou-me.

Bem como já disse anteriormente eu quando comecei a ler o livro, este não me cativou, mas umas páginas mais à frente melhora. A escrita não é assim tão detalhista, isto é, é o suficiente. A história não enrola, até pelo contrario acontece tudo a seu tempo, o que é fantástico.

Está colecção é constituída por 13 livros.  Com mais um livro de contos ainda com a Sookie em personagem principal, este contos passam-se entre alguns livros da série, como por exemplo o primeiro conto passa-se após o 4º volume da série, e segundo conto antes do 5º volume da série, o terceiro conto passa-se após o 5º volume da série e assim por adiante.

Esta colecção é também a colecção que originou a série TRUEBLOOD.

E esta é a resenha, espero que tenham gostado, eu sinceramente acho que foi a maior resenha aqui do blog, hehehee. Até ao próximo post!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s